Dicas para fazer boas fotografias das unhas com o smartphone

Dicas para fazer boas fotografias das unhas com o smartphone

O que vai encontrar neste artigo:

Antes de tudo: escolha do smartphone

Além de acessar redes sociais e tirar selfies, pense no seu smartphone como uma ferramenta de trabalho. Se já tiver um bom aparelho, ótimo: já deu o primeiro passo para fazer boas fotografias das unhas. Mas caso queira investir num novo smartphone, veja o que considerar na hora da escolha:

  • pixels: uma câmara de alta resolução costuma ter bastante megapixels (ou MP). Mas, não se segura apenas neste aspeto. Atualmente, a maioria esmagadora de aparelhos já oferece resolução suficiente;
  • memória: quanto mais memória e capacidade de expansão o seu aparelho tiver, melhor. Assim, pode tirar fotografias, armazená-las e usar aplicativos de edição sem se preocupar com armazenamento;
  • lentes: quanto mais lentes o aparelho tiver, mais hipóteses tem de trabalhar sem o zoom e consequentemente, não perder qualidade.

1. Conheça o seu equipamento

A primeira que gera impacto nos seus clientes, para virem ao seu encontro é a qualidade das suas fotografias. Mesmo que seja por recomendação de alguém, que gostou muito do seu trabalho.

É possível fazer boas fotografias de unhas com todo tipo de equipamentos, mas precisa de compreender como ele funciona e que ferramentas tem para lhe oferecer. Como as redes sociais são muito populares, a maioria das marcas oferece smartphones com câmaras muito boas para essa finalidade.

Mas, não importa a marca do smartphone. Basicamente, todo o sensor digital age da mesma maneira. Se o seu smartphone tem uma boa câmara, ele é capaz de fazer boas fotografias das unhas. Embora o modo automático possa trazer bons resultados, observe os outros recursos que ele oferece, como alteração de ISO, controlo de luz ou exposição, foco manual, contraste, saturação e nitidez. faça testes consigo mesma, até dominar essas possibilidades.

2. Procure por referências

Se já tem como hábito de seguir hashtags no Instagram para ver fotografias de nail art ou alongamentos inspiradores. Conhece uma influencer que tira fotos incríveis e tem vontade fazer algo parecido? Pois saiba que isso é muito importante para fazer boas fotografias de unhas!

Todo o bom profissional — principalmente o que trabalha com beleza e criatividade, como a manicure e o fotógrafo — precisa de referências. E isso não significa copiar o trabalho, mas observar aspetos que acha importantes e aderi-los ao seu trabalho.

Pode fazer o mesmo com as fotografias. Observe a iluminação, posicionamento das mãos, enquadramentos, cenários, saturação e tudo o que for importante. Salve essas imagens e comece a observar o que elas têm em comum ou no que se diferem. É nessas observações que vai tirar o diferencial do seu trabalho. Lembre-se de criar um padrão nas suas fotografias. Fica muito bonito um portfólio bem elaborado.

3. Prefira a luz natural

A iluminação é o fator decisivo para gerar fotografias com alta qualidade! Quanto mais luz (exceto flash do smartphone!), melhor.

É difícil de acreditar, mas o segredo para fazer boas fotografias das unhas com o smartphone, pode estar na iluminação natural. A luz solar valoriza muito mais o objeto fotografado por não profissionais, sem estourar a foto ou distorcer cores. O importante, claro, é escolher um local bem iluminado e que não faça sombras indesejadas.

Dica: pode, por exemplo, fotografar as unhas perto da janela lateral, que transmita a iluminação de maneira mais homogênea, mas garantindo textura e volume para a sua fotografia. 

Caso não seja possível, aposte em um ambiente com boa iluminação artificial.

4. Controlar o foco e a luz

Na maioria dos equipamentos, quando dá um leve toque no ecrã do seu smartphone, justamente no objeto que deseja destacar, está a fazer o control de foco. É por isso que aquele objeto parece muito mais nítido que o resto da imagem. Pode fazer o mesmo nas fotografias de unhas: se deseja dar destaque a uma unha em específico, é só tocar na ecrã.

Muitos smartphones têm essa opção de forma nativa e outros tantos precisam de ser configurados. Mas, atualmente, quase todos fornecem essa facilidade. Outro ponto positivo nessa prática, é que a câmara também faz o ajuste da luminosidade de acordo com o ponto focal escolhido.

Mas, perceba que, ao focar na unha principal, as que estiverem mais perto também receberão um pouco mais de destaque. Dificilmente as câmaras dos smartphones, fazem um desfoque muito grande nos demais objetos. Isso deve-se à natureza das lentes utilizadas.

Já o controle de luz manual vai determinar se as suas fotografias vão sair mais claras ou escuras. Eles são controles simples e normalmente visíveis no ecrã do equipamento — podem ser um ícone de sol, lâmpada ou estar em volta do foco. O jeito certo de fotografar é, depois de enquadrar e focar, usar o controle para colocar mais ou menos luz na imagem.

5. Atenção ao usar o zoom

O zoom é um recurso muito utilizado para fotografias distantes. No entanto, ele é mais útil para câmaras profissionais. Num celular, quanto mais zoom der, menos qualidade a sua imagem vai ter. 

Portanto, se deseja fazer boas fotografias das unhas, aproxime-se delas o suficiente para focar bem e não gerar sombras. 

A vantagem do zoom é não distorcer a imagem e restringir o quanto a sua fotografia engloba do fundo.

Porém, essas vantagens são muito melhor utilizadas (e garantem uma qualidade bastante superior) quando o smartphone já vem com mais lentes embutidas. Ou seja, se o seu smartphone possui mais de uma lente, explore os outros modos de fotografia que ele apresenta. 

6. Atenção ao enquadramento e composição

Um dos requisitos mais importantes para fazer boas fotografias das unhas é fazer um bom enquadramento, ou seja, saber como posicionar o objeto fotografado no ecrã do smartphone. 

Um bom enquadramento permite que veja bem os detalhes das unhas sem que haja objetos que possam distrair os seus seguidores do que é importante na imagem.

Para ajudar a fazer um bom enquadramento, vá nas configurações da câmara e ative o grade. 

Não se esqueça de observar bem a concorrência e bons fotógrafos da área de beleza para entender como eles adicionam elementos à imagem.

Outro ponto de atenção é a respeito das cores: tente fazer composições que tenham elementos ligados à sua marca. As cores são ótimos elementos para contribuir com a identidade visual do seu negócio.

7. Aprenda a editar

Já abriu o seu Instagram e viu fotografias de unhas tão perfeitas que parecem de revistas de beleza? Uma boa câmara ajuda, mas não faz todo o trabalho sozinha.

O trabalho não acaba quando tira uma boa fotografia. Além de se certificar sobre a qualidade da imagem, precisa de investir na edição. E não se preocupe: editar uma imagem não significa modificá-la completamente — afinal, isso vai alterar o resultado do seu trabalho. Precisa apenas de melhorar aspectos como luz, cor e nitidez, para que a cliente possa ter uma ideia bem próxima sobre como é o resultado de sua manicure.

O bom do smartphone é que dá-lhe a possibilidade de fazer boas fotografias e de seguida editar as mesmas no próprio equipamento. Veja a minhas sugestões de programas:

  • Lightroom: programa bem robusto e intuitivo, o Lightroom permite que faça edições mais elaboradas. Se a foto ficar um pouco escura, por exemplo, é possível melhorar a iluminação sem alterar a qualidade. Disponível para Android e iOS;
  • Photoshop Express: é uma versão de aplicativo do famoso programa de edição. Ele tem vários recursos para edição de luz e cor, além de colagens, efeitos e filtros próprios. Disponível para Android e iOS;
  • Photoshop Fix: mais simples que o Express, a versão Fix do Photoshop conta com todas as ferramentas básicas de edição, como sombras, cores e luz.Também permite ajustes de tamanho, formato e posição. Disponível para Android e iOS;
  • VSCO: mais simples de editar, o VSCO conta com diversos filtros (gratuitos e pagos) que podem ser regulados. Ele permite que use as mesmas configurações de edição para mais de uma fotografia salva na galeria ou na câmara. Disponível para Android e iOS.

Boas fotos!

Voltar para o blogue