Como fotografar o pôr do sol com longa exposição?

Como fotografar o pôr do sol com longa exposição?

A cor e a beleza da luz do pôr do sol são muito atraentes e despertam a vontade de muitas pessoas de fazer fotografias. Vou deixar algumas dicas excelentes para não fotografares o pôr do sol de uma maneira comum, mas sim fazer imagens com longa exposição, que geram fotografias impressionantes.

Mas o que é a fotografia de longa exposição? 

Embora não haja uma definição concreta, classifico a longa exposição como qualquer velocidade do obturador que não consigo segurar a câmara sem que a fotografia fique tremida. Isso inclui desde 1/15 de segundo até exposições no modo bulb de vários minutos. 1/15 é longo o suficiente para desfocar a água em movimento rápido. Esse é o meu limite para uma exposição mais longa.

O que é que precisas para fotografar com longa exposição?

Primeiro, vais precisar de uma câmara ou de um telemóvel com modo manual. Vais precisar de controlar as configurações, como por exemplo a velocidade do obturador, abertura e ISO. Vais também precisar de um tripé . Um bom tripé não abana, nem é facilmente levado pelo vento. Isso abre as suas opções criativas e as condições de fotografar o pôr do sol em longa exposição.

Usa uma abertura pequena para criar profundidade de campo.

Os primeiros planos são a chave para o sucesso na fotografia de paisagens e do pôr do sol. Frequentemente (embora nem sempre), vais desejar que o primeiro plano e o plano de fundo estejam focados. Se esse é o teu objetivo para a imagem, deves usar uma pequena abertura para criar uma profundidade de campo suficiente. Quando falamos de pequena abertura estamos a falar de uma abertura f/11, f/16 ou superior e isso vai exigir que aumentes o ISO ou uses uma velocidade do obturador longa, ou seja, igual ou inferior 1/15. Se tiveres um bom tripé, opta por uma velocidade do obturador mais longa para maximizar a qualidade da imagem.

Criação de efeitos de movimento em fotos de pôr do sol em longa exposição.

Os efeitos de movimento são muito importantes na fotografia de paisagem e de pôr do sol. Água lisa, nuvens turvas e as luzes dos carros que passam podem ser elementos atraentes. Para criar efeitos de movimento, precisas de ter alguma parte de tua composição em movimento. Isso pode significar água em movimento rápido ou elementos que se movem mais lentamente, como nuvens.

Quanto mais devagar o assunto se mover, maior será necessário trabalhar com a velocidade do obturador para criares uma sensação de movimento. Enquanto uma queda de água, pode se deixar um arrasto suave em menos de um segundo, ondas lentas no mar, podem exigir vários segundos, assim como as nuvens podem exigir uma exposição de 30 segundos ou vários minutos para desfocar com eficácia.

Cuidado para não haver movimento da câmara

Se câmara se mexer ligeiramente durante uma longa exposição, vais obter um desfoque muito mau. Acontece muitas vezes. Um simples toque no tripé, ou até chegar muito perto dele, vais logo estragar as suas fotos. Às vezes, nem percebes até voltares para casa e colocares as imagens no computador. O que podes fazer para evitá-lo? Em primeiro lugar, tem cuidado e não toques na câmara ou tripé durante as fotos. Em segundo lugar, usa um disparador remoto ou o temporizador (timer automático) de dois ou dez segundos da câmara para evitares a vibração ao pressionar o botão do obturador.

Qual é o melhor cenário para a fotografia do pôr do sol?

Uma pergunta complicada – a resposta depende muito da situação em que cada um se encontra. Em geral, desejamos uma profundidade de campo distante para manter o primeiro plano e o fundo focado. Isso significa um pequeno f-stop, de f/11 ou f/16 em até f/22. Usar uma abertura pequena significa que vais ter de aumentar o ISO ou aumentar a velocidade do obturador. Frequentemente, isso significa criar uma longa exposição.

Quando devo tirar fotos de longa exposição?

Deves fazer exposições mais longas quando não houver luz suficiente para velocidades curtas do obturador. Também pode ser usado se houver um efeito como água lisa ou nuvens desfocadas que vais desejar criar ou se precisares de uma profundidade de campo muito grande.

Como capturar as nuvens numa longa exposição?

As nuvens, ao contrário da água, movem-se lentamente. Para obteres um desfoque efetivo nas nuvens, vais precisar de usar uma exposição de vários segundos ou minutos. Isso pode ser difícil ao usares uma única foto. Se fotografas com uma câmara DSLR, é recomendável o uso de um acessório adicional que pode ajudar-te a obter fotos de longa exposição ainda melhores: os filtros de densidade neutra ou ND. Os filtros ND reduzem a quantidade de luz que entra na sua lente, como se fosse uns óculos escuros. À medida que a luz que entra é reduzida, vais precisar de começar a aumentar a velocidade do obturador para compensar a mudança. Ao fazeres longas exposições, é exatamente o que vais desejar.

Voltar para o blogue